"QUEM TEM CRISTO COMO COMANDANTE, NAVEGA SEMPRE EM ÁGUAS TRANQUILAS"

Cadastre seu e-mail para receber atualizações das novas postagens.

sábado, 19 de março de 2011

A criação de Canários

AS FACES DE UMA CULTURA ESPECIAL
Flavio Rocha Juiz OBJO/FOB
Brasil Ornitológico • nº 55 • Mai - Jun – Jul

INTRODUÇÃO

     Pretendo com este artigo mostrar as diversas faces da canaricultura, suas nuances e as inúmeras vantagens que o criador poderá usufruir. Mostrar as peculiaridades desta atividade. O porquê de considerá-la uma cultura especial.

A CANARICULTURA COMO HOBBY

     O que é um hobby? Segundo nossos dicionários: “Atividade de recreio ou de descanso,praticada, em geral, nas horas de lazer”.
Podemos observar que a canaricultura se encaixa nessa definição. Uma das principais exigências para que alguém seja considerado um criador de canários, na acepção da palavra, é a de que ele se divirta em criá-los. Condição indispensável para o criador que deseja o sucesso. Para tal, deverá ser encarada como recreio de acordo com a definição.

A CANARICULTURA COMO TERAPIA OCUPACIONAL 

     Dentro de um aspecto medicinal, encontramos nesta cultura algo em que se aproveita o interesse do paciente, para o desenvolvimento de uma ocupação, em prol de sua saúde mental com reflexos na saúde física. Ou seja, higiene mental.
Não há dúvida da característica salutar desta atividade. O contato com os pássaros nos permite aliviar tensões, esquecer os chefes, patrões ou mesmo subordinados e empregados.
Permite ampliar o nosso rol de atividades. O fato de termos pelo menos uma
possibilidade de desligarmos, por pouco tempo que seja, dos nossos principais
problemas, tanto de trabalho como pessoais, propicia a ação do subconsciente livre da consciência. Quando voltamos à realidade, muitas das vezes, encontramos as soluções para as nossas dificuldades. 
A CANARICULTURA COMO NEGÓCIO 

     Como me disse uma vez um grande amigo: “Criar canários não é fácil”.
     O sucesso na área dos negócios depende de planejamento, investimento, muito estudo e persistência.
Para o sucesso na criação de canários são exigidos, principalmente:
a) Um bom planejamento;
b) Saber exatamente onde se quer chegar;
c) Adquirir conhecimento;
d) Adquirir bom material;
e) Obter resultados.
     Cumprindo essas regras básicas, logo o retorno será alcançado. Conhecemos várias culturas que são consideradas como um negócio, tais como: granjas, criação de codornas, de coelhos, ranicultura, helicicultura (escargô), bicho da seda, minhoca etc.
      No entanto, algo diferencia a canaricultura das citadas como exemplo.
     “É necessário que se goste dos canários”. Para se montar uma granja, não é preciso gostar das galinhas. O prazer de criar canários é fundamental neste possível empreendimento. Caso contrário o sucesso será efêmero.

A CANARICULTURA COMO AMPLIADORA DO CÍRCULO DE AMIZADES

     Esta face, sem qualquer dúvida, nos traz grandes alegrias. Desapontamentos às vezes. Mas o saldo é sempre positivo. Você passa a participar e conviver dentro de um grupo extra de amigos. Para tal, é necessário pré-disposição e vontade de interagir com outras pessoas onde o assunto será totalmente diferente do praticado no seu dia-a-dia de trabalho. Esta prática vai ao encontro da, já mencionada, terapia ocupacional. As boas amizades tornarão mais prazerosa esta atividade.

A CANARICULTURA COMO MASSAGEM DO EGO

      Nada mais gratificante do que um “filho seu” (canário) alcançar prêmios em
competições. É o coroamento de um trabalho. É o impulso para uma nova estação de cria. É o prazer de sermos cumprimentados pelos amigos. Enfim, plena satisfação. Esta face da criação de canários é a mais curta, porém com alto poder de incentivo. É o alimento das outras faces. A mais emocionante.
CONCLUSÃO

     Tantas características, com tantas possibilidades de aproveitamento, transformam a canaricultura em uma atividade ímpar, quando praticada na sua plenitude. Às vezes passamos por momentos de saturação e de decepção. Mas se gostamos dos canários não desistimos. Esta condição, portanto, é que faz da criação de canários uma cultura especial. Faça um exercício. Observe os seus pares dentro da canaricultura. Facilmente identificará os verdadeiros amantes destes passarinhos. E você criador, gosta dos canários?

Um comentário:

  1. Olá, boa tarde.
    Este escelente post só me merece um comentário: gostava de ter sido eu a escrevê-lo.
    Saudações ornitófilas.
    Armindo Tavares.

    ResponderExcluir